segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Uma semana daquelas.

 Eu tenho certeza que você já teve uma semana ruim também. Apesar de muitas vezes sentir que sou a pessoa mais azarada deste universo, ver  a vida trilhando um caminho diferente do planejado não é exclusividade minha, acontece contigo, com nossos vizinhos e com todo mundo.
 Eu tinha planejado alguns post's para esse final de mês, assim como planejei comprar aquela calça jeans maravilhosa e ir em ao menos 3 blocos de carnaval.
 É, não deu. Em 3 dias minha vida virou do avesso, o mais engraçado é que eu poderia jurar que não era uma pessoa dependente da internet, sério, eu até deletei meu whats esses tempos e fiquei muito bem sem, hoje em dia só tenho mesmo o grupo de família para falar com minha irmã que mora longe. Mas falando sério, eu só percebi o quanto minha vida gira em torno da minha internet quando me vi sem ela.
 A internet aqui de casa não é das melhores, já deu alguns problemas antes mas esses problemas sempre se resolviam rápido. E eles nunca interferiam na minha vida como foi dessa vez.
 O que aconteceu foi o seguinte, eu sem querer comprei um aplicativo para seu celular, sem reparar no preço até receber a mensagem do cartão de crédito, $24,00 em um aplicativo de estudos. Levei um susto, com as taxas da compra internacional e a conversão do dólar, a compra ficou por praticamente cem reais. Nervosa, tentei reverter a situação, até que recebo uma ligação no skype do meu namorado. Pior momento para receber uma ligação, certo? Fui grossa, brigamos e por erro meu, desliguei sem mais nem menos na cara do coitado. Meu foco era desesperadamente reembolsar a compra do aplicativo. Pensando em dinheiro foi aí que lembrei, precisava imprimir o boleto da faculdade pois o pagamento com desconto seria somente até sábado, e isso tudo aconteceu no final de tarde de sexta, passado disso eu teria que pagar o valor total, apenas R$148,00 reais a mais que pesa e muito no meu orçamento mensal. Bye bye calça jeans.
 E foi aí que, pluft, internet resolve desaparecer, esperei por 10, 20, 30 minutos e nada da bendita voltar, liguei para a central responsável e me deram o prazo de 3 dias úteis. Tentei não me desesperar, lembrei da minha adolescência em lan-houses e fui pra rua. E aí que eu notei que o tempo passou, as coisas mudaram. Andei o bairro inteiro e não achei uma lan-house se quer, fui em uma papelaria como último ato no desespero, mas me informaram que o problema de internet era no bairro todo mesmo.
 Foram só 3 dias, mas foi o suficiente para me fazer pirar, R$248,00 era praticamente o valor que sobra do meu salário, já era compras, já era poupança e o mais importante de tudo, o motivo de ter me feito dormir chorando: ter sido tão desnecessária com uma pessoa que eu amo tanto.
 Esse é o problema do namoro a distância, qualquer pequena atitude se transforma em algo gigante, um ato sem pensar parece o fim do mundo, quando na realidade, não era nada demais.
 Hoje a internet voltou, foi um alívio engraçado, passei 3 dias na bad achando que tudo tinha dado errado, aquela mania básica de dramatizar a vida, quando na verdade tudo estava bem. Tudo sempre acaba bem.
 Consegui a resposta da apple e meu reembolso sera realizado em dez dias, a faculdade gentilmente aumentou meu prazo por conta do feriado e o amor, ah o amor. Incontáveis mensagens, enquanto eu me sentia culpada de um lado ele queria simplesmente entender o porque de eu ter sumido, sendo que, não tinha sido de propósito. Conversamos, pedi desculpas, acabamos a conversa rindo de tudo. Mas a dor continua aqui no peito, como deve ser bom uma reconciliação cara a cara, com um abraço e um beijo real. Eu fico aqui apenas no sonho mesmo.
 Aquela calça? Ah, ela pode esperar mais um pouco. O que não pode mais esperar é essa viagem que já passou da hora de acontecer. É hora de radicalizar, economizar cada centavo para fazer esse sonho se realizar e fazer com que essa distância acabe de uma vez.
 Desculpem o desabafo, voltaremos a programação normal em breve.

domingo, 19 de fevereiro de 2017

5 Lugares da ficção que eu gostaria de morar.

 Se você como eu ama ler histórias ou assistir filmes de ficção provavelmente já se pegou sonhando em morar naquele lugar tão tão distante que só existe mesmo nas páginas dos seus livros preferidos e nas telinhas. E é esse o tema da primeira postagem coletiva do Blogs fantásticos e onde habitam: Cinco lugares da ficção que eu gostaria de morar.

  1. O condado - A terra dos Hobbit's, com suas tocas pequenas e aconchegantes, suas festas alegres cercadas de natureza, sem dúvidas um lugar onde eu amaria morar.
  2. Fantasia - Quem leu A história sem fim sabe do que estou falando. Infelizmente os filmes são antigos e não retratam toda a beleza desse lugar. Mas basta um pouco de imaginação para entrar em Fantasia juntamente com Bastian.
  3. Hogwarts - Até hoje eu não entendo como a minha carta não chegou. Um dos meus lugares preferidos, sem dúvidas.
  4. Rivendell - Conhecida no Brasil como Valfenda, Rivendeel está localizada ao norte da Terra média. É um dos últimos redutos élficos. E arrisco dizer que é lugar mais bonito e sereno dessa lista,
  5. Nárnia - Não poderia faltar, quem nunca desejou atravessar o guarda roupa e ir parar direto em Nárnia? Eu sonho com isso até hoje!
 Esse post é uma parceria com as outras blogueiras participantes do BFOH, para conhecer melhor os blogs das meninas basta clicar aqui.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Economizando com envelopes.


 No primeiro post sobre finanças do blog eu falei sobre o desafio 15 meses. No post informei que guardo o dinheiro do desafio em um envelope. E é sobre isso que vou falar aqui hoje.
 É muito fácil quando guardamos somente uma quantia de dinheiro acabarmos retirando antes da hora quando surge algum imprevisto. E para isso não acontecer com o desafio 15 meses eu estou usando outros envelopes para poupar valores não estipulados.
 Funciona assim, você vai pegar alguns envelopes, a quantidade é do seu interesse, mas o indicado é pelo menos cinco. E escrever neles categorias de sua necessidade. Alguns envelopes receberão  dinheiro e outros receberão recibos.
 As minhas categorias são:
  • Faculdade.
  • Intercâmbio.
  • CNH.
  • Emergências
  • Despesas avulsas.
  • Tatuagens.
  • Cartão de crédito.
 Todo mês assim que recebo o salário eu pago a faculdade e a fatura do cartão, o comprovante de pagamento da faculdade eu deposito no seu devido envelope. No envelope do cartão de crédito eu não possuo recibo pois divido o cartão com minha irmã, mas eu costumo pegar um papel e escrever o que eu estou pagando, exemplo: Spotify, compras na AppleStore, parcela de tal coisa e etc, anoto os valores e coloco no envelope.
 Com o dinheiro restante eu divido. As notas altas vão para os envelopes intercâmbio e CNH, o envelope intercâmbio é para gastos como roupas, malas, visto, passaporte e etc. E o envelope CNH é para o caso de necessitar de aulas extras.
 As notas baixas de R$02,00 - R$05.00 - R$10,00  e R$20,00 eu distribuo nos envelopes restantes. Não tem uma quantia certa, apenas faço a distribuição. Emergências são coisas que não podem esperar, por exemplo, esse mês a tela do meu celular descolou e como eu utilizo ele para tirar as fotos das crianças na creche eu preciso concertar e necessitarei de tirar dinheiro desse envelope, é dele também que irei retirar caso precise de remédios e gastos médicos.
 O envelope de tatuagens é para juntar o dinheiro necessário para: Fazer novas tatuagens e retocar minha tatuagem que eu tive uma alergia a um ano atrás (terá post sobre isso.) pois se eu não separar um dinheiro especifico para novas tatuagens o provável é que eu acabe gastando todo meu salário com isso.
 Despesas avulsas é o envelope que menos recebe dinheiro porém ao mesmo tempo que mais é retirado. É dele que sai despesas como: Roupas, cinema, comida e etc. Mas caso o dinheiro do envelope acabe antes do mês terminar é proibido sacar de outros envelopes, é como se aquele dinheiro não existisse.
 No começo é difícil, mas com o passar dos meses vemos nosso dinheiro crescer e isso motiva a continuar guardando.
 Sempre que for gastar dinheiro com alguma "besteira" lembre-se de seus objetivos maiores e que quando você realizá-los você vai perceber que não valeria a pena ter gasto o dinheiro com aquela blusinha que provavelmente você nem estaria usando mais.
 Controle o seu dinheiro senão ele irá controlar sua vida. Mostre que você tem poder sobre suas escolhas e realize todos seus objetivos.



quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Estudar somente para trocar fralda?


 Eu pensei muito antes de escrever esse post, mas após escrever sobre minha faculdade de pedagogia eu recebi um comentário bem desagradável, meu primeiro pensamento foi simplesmente deletar o comentário em si, mas após fazer isso eu ainda não me senti 100% satisfeita.
 A pessoa simplesmente comentou que jamais faria uma faculdade para trabalhar trocando fraldas, que fazer isso era extremamente nojento e ela jamais teria essa "coragem". Infelizmente eu sei que muitas pessoas compartilham esse pensamento, por isso resolvi falar um pouquinho de como realmente funciona a troca de fraldas na educação infantil. E ah, vale lembrar que crianças não usam fralda para sempre tá? Não são todos os pedagogos que tem as fraldas como parte do seu dia a dia.
 Mas sim, eu tenho, e posso garantir que é um dos principais momentos do dia a dia na creche, um dos primordiais. Antes de tudo: não tem motivos para ter nojo, é uma coisa totalmente natural. Existem luvas (usavas somente em casos necessários) sabonete e água. 
 Então resolvi citar os motivos que me fazem sentir que esse momento é único e indispensável.
  • A troca de fraldas acontece todos os dias. É uma das rotinas que a criança se adapta primeiro porque ela não tem variantes, não existem imprevistos que a dispense e a criança percebe isso.
  • É um momento educador/criança. A criança participa desse momento, afinal, é o corpo DELA, eu converso com todas as crianças antes de realizar a troca de fralda, informo o que vai acontecer e com o tempo a própria criança já sabe qual perninha levantar primeiro, já levanta o corpinho para que não entre em contato com a fralda suja.
  • Olho no olho. Uma coisa que eu sempre faço é olhar dentro do olho do meu aluno nesse momento. Afinal, repetindo, eu estou tocando no corpinho dele. Ele precisa além de entender exatamente o que está acontecendo, sentir confiança em mim e saber que está tudo bem.
  • É quando eu conheço e reaprendo todos os dias sobre seu próprio corpo. Meus alunos tem em média dois anos de idade, alguns mais, outros menos. É no momento da troca de fralda que percebo as mudanças em seu corpo, um arranhão, uma alergia, as vezes a criança chega enjoada na escola, chorando muito, e no momento da troca percebo que ela está com alguma assadura ou até mesmo dor de barriga.
  • A criança precisa sentir toque humano, O toque transmite, transmite raiva, medo e amor. Eu gosto muito de fazer uma rápida massagem na perninha da criança e na barriga e ver ela sorrindo, isso tira a seriedade do momento. Após trocar a fralda, passar o talco, ela se sente limpa e mais leve. Termino sempre a troca com um abraço.
 Esses são alguns dos motivos que pra mim, esse momento se torna importante. E eu sei que para criança também. Então não, eu não tenho nojo e isso jamais seria um obstáculo para mim. Eu sei que esse post desvia muito dos outros já postados aqui no blog, mas eu precisava falar sobre isso! Agradeço a paciência de quem leu até aqui.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Desafio 15 meses.

 Quem já ouviu falar sobre o desafio 52 semanas? Ele basicamente é: Você começa guardando 1 real na primeira semana e vai acrescentando 1 real para cada semana (Semana 1: R$1,00, semana 2 R$2,00 e assim por diante.)
 Eu até tentei fazer esse desafio, mas me embaralhei toda depois de uns meses, quem recebe somente uma vez por mês acaba ficando confuso na hora de separar o dinheiro. Acabei desistindo da ideia, porém em 2017 eu resolvi que preciso juntar dinheiro. Um intercâmbio pode ser mais caro do que imaginamos e eu vou bancar todos meus custos com um salário de estagiária (menos que um salário mínimo).
 Por isso comecei o ano fazendo algumas coisinhas para juntar dinheiro de uma forma que eu vá conseguir, uma delas é o desafio 15 meses. Ele é um pouco parecido com o desafio 52 semanas, mas dura mais que 1 ano (avá) e no final você consegue um pouco mais de dinheiro, o que no meu caso é mais do que o suficiente para as minhas necessidades, talvez seja o suficiente para as suas também.
 O dinheiro que eu conseguir com o desafio vai ser o que vou comprar dólares com a viagem, e como é um intercâmbio de trabalho, eu não preciso de muito, somente o necessário para as duas primeira semanas.
 Dependendo da minha data de embarque o desafio vai durar um pouco mais ou menos. Mas uma coisa é certeza: esse dinheiro será usado somente para isso. Nos próximos post's eu vou falando um pouco mais sobre outras formas de poupança e como eu estou fazendo para poupar e organizar minhas finanças. Mas antes disso, vou deixar a tabela do desafio aqui, com os valores que devem ser poupados todos os meses (eu guardo em um envelope, mas você pode guardar onde preferir).
                       
                                                                        Janeiro - R$15,00
                                                                        Fevereiro - R$30,00  
                                                                        Março - R$45,00
                                                                        Abril - R$60,00
                                                                        Maio - R$75,00
                                                                        Junho - R$90,00
                                                                        Julho  - R$105,00
                                                                        Agosto - R$120,00
                                                                        Setembro - R$135,00
                                                                        Outubro - R$150,00
                                                                        Novembro - R$165,00 
                                                                        Dezembro  -R$180,00 
                                                                        Janeiro - R$195,00 
                                                                        Fevereiro - R$210,00
                                                                        Março - R$225,00
                                                                        Total - R$1.800,00

                         
  Então me digam, como vocês fazem para juntar dinheiro? Nos próximos post's sobre finanças vou trazer mais dicas e falar mais um pouco de cada gasto que estou tendo com o intercâmbio e como estou fazendo para me controlar! Até logo.

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Como é o curso de pedagogia.


 Ano que vem eu termino a minha faculdade de pedagogia, por esse motivo resolvi vir falar um pouco sobre o curso, minhas expectativas, meu ponto de vista e os motivos da minha escolha.
 A área de pedagogia é mais ampla do que somente uma sala de aula, o curso te dá a possibilidade de ser um educador infantil e um professor do ensino fundamental (primeiro ao quinto ano). Mas também te possibilita a ser um diretor, um orientador escolar ou um supervisor. Te habilita para trabalhar em escolas, creches, hospitais, ONG's e etc.
 Eu particularmente pretendo ficar em sala de aula no futuro. Mas independente do que eu vá fazer, uma coisa é certa: eu irei trabalhar com crianças. Quem acompanha o blog sabe que eu pretendo ser Au Pair, algumas pessoas escolhem esse intercâmbio por conta do valor, da facilidade, eu escolhi justamente pelo motivo de que, ser Au Pair para mim será a experiência de imergir no mundo de uma criança com uma cultura diferente da minha. E provavelmente quando eu retornar ao Brasil eu irei trabalhara com o fundamental I.
 Eu amo crianças e acredito que se você pretende trabalhar com elas, você precisa entender suas limitações. Elas precisam de amor, atenção e carinho. Eu trabalho com crianças desde os 17 anos, sempre soube que gostaria de trabalhar na área de educação, até pretendi fazer letras, mas pedagogia caiu como uma luva e em momento algum eu me arrependo.
 Atualmente estou estagiando em uma creche, uma turma de 20 crianças entre um ano e meio e dois anos e meio, o chamado Mini Grupo. Estou nessa creche desde maio de 2016 e encerro o estágio em maio de 2018, está sendo uma experiência incrível para mim. Mas eu também já tenho experiências com todas as idades, do berçário ao quinto ano do fundamental II. Para se formar em um curso de pedagogia é necessário estágios na educação infantil e no fundamental.
 O foco da área de pedagogia é a licenciatura, e o curso dura em média 3 ou 4 anos.
 A grade curricular varia de acordo com a universidade onde você irá cursar, mas listei aqui as matérias principais que eu tenho na minha instituição e pude ver que também faz parte da maioria das grades em outras universidades:
  • Metodologias do ensino de disciplinas básicas (Ciências naturais, lingua portuguesa e matemática).
  • Estrutura do sistema educacional brasileiro.
  • LIBRAS (Linguagem de sinais brasileira).
  • Filosofia.
  • Filosofia da educação.
  • Sociologia.
  • Legislação educacional.
  • Alfabetização e letramento.
  • Práticas pedagógicas - educação infantil.
  • Práticas pedagógicas - ensino fundamental.
  • Gestão educacional.
  • Psicologia, 
 É um curso que exige disciplina e paciência, foca muito em grandes leituras. São textos e mais textos. Muitos pensadores que ajudaram a construir a educação que hoje temos.
 A área é extensa se você pretender fazer uma pós-graduação, são muitas opções, entre elas: ensino superior, psicopedagogia, pedagogia hospitalar, educação especial, educação inclusiva, educação de jovens e adultos, pedagogia empresarial, especialização em libras entre um vasto campo de opções.
 Eu não pretendo fazer nada antes do meu intercâmbio, mas quero muito quando tiver a oportunidade realizar uma pós em educação especial.
 Se você tiver alguma dúvida sobre o curso ou curiosidade, deixe aqui nos comentários ou entre em contato comigo em qualquer rede social que irei amar te responder.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

7847.05 km


 Passou da hora de dormir, meia-noite pode parecer cedo para algumas pessoas, inclusive você, mas ando tão esgotada fisicamente e emocionalmente que o pouco tempo livre que me sobra eu prefiro gastar com horas de sono. Mas somente quando minha mente me liberta e eu posso descansar em paz sem ter meus pensamentos invadidos pelo som da sua voz.
 Que horas são aí? Oito da noite, provavelmente, posso ter feito as contas erradas, você sabe como eu sempre fui ruim para qualquer tipo de cálculo.
 Muitas noites como essa em que eu me pego pensando em você, eu gostaria de entender por qual motivo a vida brincou comigo desse jeito. Eu sei que você não acredita em coincidências, mas poxa, não é surreal a forma que nos encontramos? 7847,05 km nos separaram por anos e então da forma mais surreal possível nos aproximamos. Eu não quero acreditar que isso foi a toa, mais do que não querer, eu não consigo.
 Você surgiu como um amigo no momento em que eu mais precisei de um. Mas após passar noites em claro desejando ver seu sorriso, mesmo que somente por uma chamada de vídeo, eu tive certeza de que meu coração podia sentir o seu mesmo através da distância que nos separavam.
 Por meses eu desejei te conhecer de verdade, oh céus, como eu gostaria de voltar atrás. É muito mais fácil aceitar a distância se não temos lembranças o suficiente para nos atormentarem. Mas você me deu lembranças. Elas são meu paraíso e meu inferno.
 Sentir sua pele ao entrelaçar nossos dedos pela primeira vez, o som da risada soa diferente quando ao mesmo tempo que a escuto posso sentir sua respiração tão perto da minha nuca. Seus olhos parecem ser de um tom de azul diferente cara a cara, mais escuros. As estrelas são testemunhas do meu amor por olhos castanhos, but you, my blue eyed boy, foi o amor que eu jurei jamais amar.
 Mas então você precisou ir e o sonho se transformou em pesadelo. Aos poucos fui esquecendo as sensações que seu toque um dia foi capaz de me proporcionar. O mesmo perfume que você usa não parece ter o mesmo cheiro quando não está na sua pele, você diz que acabou esquecendo o seu frasco, que em viagens curtas isso acontece mesmo. Mas eu sei que você queria deixar um pedacinho de você aqui na cidade cinza. Mas não funcionou. Não me lembra você, é um quase você, mas falta alguma coisa, todas as coisas que você tocou, que você deixou, elas parecem diferentes agora. Elas estão incompletas e eu não sei por quanto tempo vou aguentar viver com esse vazio.
 Eu sei que esse não foi o fim, que não foi nosso fim. Mas eu queria que a data do nosso reencontro não estivesse tão distante. 

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Blogs fantásticos e onde habitam: O início


  A cada vez que eu retorno ao universo dos blogs depois de um tempo longe é um mundo novo a redescobrir.  Meu coração sente que pertence a esse universo mas meus olhos demoram para se acostumarem com as mudanças.
  Quem lembra dos primeiros layouts? Das fotos que antes faziam sucesso? Um dos meus primeiros blogs era sobre tutoriais no photoscape, mas o meu blog que mais fez sucesso era um aglomerado de coisas para o orkut, imaginem emoticons e símbolos coloridos e brilhantes, os famosos "perfis prontos" e "legendas prontas pro orkut." Eu amava a sensação que sentia ao ver alguém usando como legenda algo escrito por mim. As vezes parece que foi ontem, as vezes parece que não aconteceu nessa vida. Bem que minha mãe estava certa, os anos passam mais depressa do que podemos nos dar conta.
  Eu visito os blogs que costumava visitar e é muito triste ver que não foram atualizados a anos,  se você é dessa época vai se lembrar de como existia união de verdade entre nós, blogueiros, criadores de conteúdo. Essa essência aos poucos parece que foi se perdendo. E é sobre isso que Blogs fantásticos e onde habitam se trata. De blogueiras unidas que não importa o quanto os anos passem, não importa o tanto de tendências que aparecem e desaparecem na mesma intensidade. Jamais perdemos a nossa essência.
  Por enquanto somos cinco, mas esse número ainda pode crescer. A cada final de mês o torneio de posts acontecerá, e iremos cada uma em seu cantinho, divulgar o post preferido no blog da outra. Além de trazermos postagens coletivas sempre que possível. 
  E sem mais delongas, vou apresentar os blogs que estarão comigo nesse projeto.


  A Rubyane tem um blog que vai te fazer ficar na frente do computador por horas, é um conjunto das coisas que amamos, fotografia, música, séries e livros. Muitos livros.
 Com uma linguagem leve e pessoal ela nos transporta para dentro de seu universo. Cada pessoa é um universo, e ter um blog é como abrir a portinha do nosso para que outras pessoas nos visitem. 
 Visitar o universo da Ryby é imergir em algo bom.


  A primeira vez que eu visitei o Profano Feminino eu me encantei pelo layout e eu tenho certeza que ele encanta qualquer pessoa. Muito diferente do que costumamos ver por aí, ele é alegre, colorido, cheio de flores e delicadeza. Um blog completo. Cheio de dicas e entretenimento.


  O Viletória é um compilado de coisas boas e diferentes, assuntos aleatórios que em conjunto se encaixam tão bem. A Vi gosta de muita coisa diferente, e o melhor de tudo, ela fala sobre tudo que gosta no blog. Novamente, mais um blog que você pode ficar navegando por horas e perder a noção do tempo.


 O blog da Karol remete muito aos blogs antigos. Ela fala sobre música, geekismo de um jeito particular que sem dúvidas vale a visita.

  Esperamos que esse projeto dê certo, em breve vocês poderão conferir mais sobre o Blogs fantásticos e onde habitam.
  


 
© CAPRICATI © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. DESIGN E PROGRAMAÇÃO POR DESIGNLC. imagem-logo